Notas psol

É Tempo de Psol

O Brasil está enfrentando uma das maiores crises da sua história. Em um ano, a pandemia de covid-19 tirou a vida de mais de 200 mil pessoas, alavancou o desemprego e atirou milhões de família na pobreza. Nada disso teria sido possível sem a colaboração ativa do governo Bolsonaro. Desde o primeiro dia, Bolsonaro se esforçou para minimizar a ameaça do vírus, boicotar a vacina, opor a proteção da saúde à garantia de emprego e colocar em risco a vida da população. Ainda mais: aproveitou do contexto da pandemia para avançar seu projeto autoritário e vender os recursos públicos em negociações fisiológicas e corruptas.

DERROTAR BOLSONARO é uma condição urgente para vencermos a pandemia e superarmos a desigualdade social que se aprofundou no nosso país. Não podemos esperar até 2022. Neste ano, precisamos retomar o auxílio-emergencial, garantir a vacinação de toda a população e derrubar esse governo genocida. Sabemos que isso só será possível com muita unidade e fortalecendo uma alternativa política para os 99% da sociedade.

AS ELEIÇÕES DE 2020 mostraram o imenso desafio que temos pela frente. Mas também mostraram o caminho para superá-los: pela esquerda, ao lado dos movimentos populares, apostando na luta contra as opressões e sem medo de levantar as nossas bandeiras. Não à toa, a campanha de Guilherme Boulos e Luiza Erundina inspirou o país todo, Edmilson Rodrigues foi eleito prefeito de Belém e o PSOL foi o partido que mais cresceu no Brasil, elegendo uma bancada diversa de vereadores e ocupando as câmaras municipais de todas as regiões com jovens, mulheres, pessoas negras, trans e mandatos coletivos.

O PSOL é o partido onde todas as lutas se encontram e é por isso que somos os inimigos nº 1 do Bolsonaro. Se filiar ao PSOL é um ato de resistência. É um compromisso antifascista, com as lutas das mulheres, do movimento negro e LGBT, contra a devastação do meio ambiente e com a defesa dos direitos do povo brasileiro. E uma oportunidade de participar e contribuir ativamente com a construção de um instrumento de luta da classe trabalhadora.

Manifeste a sua revolta. Filie a sua resistência. É tempo de PSOL!

Relacionados

Venezuela: ante a proposta de ‘retificar os rumos da revolução’, avançar em ‘medidas socialistas’

resistencia

Cinco motivos para votar Boulos Presidente 50

resistencia

Abril de 1917: as Teses, a Guerra, o Partido e as Massas

resistencia